▫ ENTREGAS GRATUITAS ACIMA DE 40€ OU NA CIDADE DE SETÚBAL ▫

Natal sustentável, reciclável, ecológico, sem embrulho e muito mais!


Para a maioria das pessoas, este será um Natal bem diferente. Sustentável para alguns, que no seio de uma pandemia mundial conseguem manter os seus empregos e/ou negócios, continuando a ter por isso uma fonte de rendimento.

Ecológico para outros, que aproveitando as dificuldades, escolhem finalmente, sem culpas e moralidades, menos presentes para dar. Sem embrulho já é mais difícil, afinal quem não gosta de desembrulhar? Muito se tem escrito e falado sobre sustentabilidade, serve para juntar a centenas de palavras conhecidas, reparem. Todos já falam delas ou delas ouvem falar, sem muitas vezes saberem ao certo o que significam.

Sus-ten-ta-bi-li-da-de, significa qualidade ou condição do que é sustentável, modelo de sistema que tem condições para se manter ou conservar. Devido à crescente preocupação sobre a crise climática que vivemos, sustentável, tem sido uma palavra muito usada.

Em altura de festas, falamos hoje em como ter um Natal sustentável, como será isso possível quando as preocupações estão focadas nos sítios onde não podemos ir? Como falar de embrulhos amigos do ambiente, quando o foco está nas dificuldades de outros problemas?

Um fenómeno muito interessante é perceber, como a humanidade usa a queixa, para se livrar das suas próprias responsabilidades, para procurar fora de si o motivo dos problemas quando muitas vezes o motivo está dentro dela, da própria humanidade.

Muitos de nós sabemos falar sobre a verdadeira intenção do Natal, mas ao mesmo tempo muitos de nós, só falamos. Porque somos invadidos por anúncios constantes que apelam ao consumo, que nos levam a querer ter muitas coisas que muitas vezes não necessitamos. 

Este Natal sustentável, reciclável, ecológico, sem embrulho e muito mais é o melhor exemplo! Ora, quem nunca ouviu amigos, familiares ou conhecidos queixarem-se que o Natal é muito chato, pois têm de conviver novamente com aqueles familiares cheios de manias estranhas, com quem os laços de sangue nos unem e a moralidade nos diz, que temos de conviver. Primos avarentos, crianças demasiado aceleradas, sogras sem filtro, noras impossíveis de agradar, netos preferidos, filhos e enteados, tudo menos ecológico! Escolhe-te a ti este Natal, reflete e descobre que o que sentes está dentro de ti, atreve-te a mudar. 

O grande desperdício alimentar, o enfartamento e mau estar geral 2 dias depois de comer e beber como se não houvesse amanhã. Os resíduos fora dos contentores, atolados de falta de civismo, de todos aqueles que acham que o lixo que não se vê nas suas casas não existe e descaradamente colocam caixas e caixas vazias na rua, mesmo sabendo que ali ficarão uns dias, porque os senhores que nos recolhem o lixo também tem direito ao Natal. Todos os anos se repete, todos os anos se reclama, todos os anos se volta a fazer. 

Consegues refletir sobre o teu próprio comportamento Natalício? O primeiro passo é esse mesmo. Introspeção! Há sempre algo que podemos melhorar no nosso comportamento. 

Não se junte com demasiadas pessoas, familiares ou não, aproveite para descontrair sem culpas e cumprir as regras de distanciamento e assim contribuir para ajudar toda a população.

A sustentabilidade começa em nós, olhe para a sua lista de compras ou para aquilo que já comprou e repare, quantas ofertas são ecológicas, quantas são reutilizáveis, quantas podem ser recicladas? Assustado com o resultado? Está na hora de melhorar.

Aqui na Puro Verde, gostamos do Natal na sua essência. A magia nos olhos das crianças que acreditam no Pai Natal, as luzes led que nos enfeitam a casa, os jogos em família e toda a alegria que isso traz.

Preocupa-nos saber que infelizmente nem todas as famílias têm a possibilidade de viver o Natal nesta tranquilidade, nem todas as crianças têm aquilo que a nenhuma devia faltar.

Este Natal, é para nós também, diferente. Vamos ter cuidado e evitar situações que favoreçam o possível contágio e propagação do vírus, que veio mudar a vida de todos nós.

Usamos máscara, reduzimos o número de pessoas em convívio e lavando sempre muito bem as mãos para que seja este um Natal sustentável, reciclável, sem embrulho e muito mais, optamos por evitar ao máximo o papel de embrulho tradicional, sabemos que este tipo de papel brilhante e metalizado não é reciclável e encontrámos uma ótima solução nos nossos sacos de algodão, ficam verdadeiros mimos e todos podem reutilizar.

Conseguimos desta forma contribuir para a diminuição da poluição ambiental, pequeno contributo, grande gesto.

A maior parte das nossas ofertas, são amigas do ambiente, para quem já usa e a quem queremos dar a conhecer, há muitas opções mais ecológicas e a surpresa nas caras das pessoas é muitas vezes, o nosso maior presente. Estas reações revelam o desconhecimento e a curiosidade que os produtos ecológicos oferecem, logo ao desembrulhar. Seguem as risadas, as exclamações de espanto, tais como: Um sabão para lavar o cabelo?! Ou uma bolsa multifunções, que serve desde congelar alimentos até cozer algo em banho maria?! Como é possível, que giro! Nem faziam ideia ;-)

 

Seja diferente este Natal, pense em partilhar assuntos sobre a atualidade e questione à sua volta o que se pensa sobre a crise climática, não fique parado a culpar o alheio e tenha coragem de olhar para si, para a sua casa, para os seus hábitos. Nem tudo é reciclável.

Proteja-se a si e aos outros e tenha um bom Natal!

 

Eco Greetings.

Bárbara & Susana

Deixe um comentário